Mobilização

“Seja Você Mesmo”. É o que dizia a camiseta dele enquanto estava ali, no meio de uma manifestação política. E Ele procurava por qualquer mosca passando que estivesse mais interessante do que o discurso que ouvia do Líder do Movimento-Por-Qualquer-Coisa-Que-Eu-Não-Lembro-Agora. Claro, se alguém perguntasse porque ele estava tão desinteressado, ouviria como resposta: “Ah, nada. Apenas me distraí.”, mas na verdade, ele realmente não suportava estar ali e a razão era bem simples e tinha cabelos castanhos lindos.

Ela – por quem Ele se interessara há pouco mais de uma semana, numa conversa casual – era militante ecológica, de visão política afiada e vegetariana. Claramente, Ele não teve outra escolha se não mergulhar de cabeça nesse universo que ele mal conhecia, para aproximar-se dela. E, avaliando tudo que mudara por Ela, estar naquela manifestação de “ecochatos” – como Ele os chamava, mesmo antes de os conhecer – era bem tranquilo, quando comparado com ter que abrir mão de suculentos bifes mal-passados.

Porém, quando Ela sorria- com um daqueles sorrisos indiscritíveis – de orgulho ao ouví-lo contar que só comeu salada e pão no churrasco com os amigos, valia todo o esforço.  Passavam longas noites debatendo sempre que ela precisava de idéias inovadoras para apresentar ao Líder e assim, incrementar o poder do movimento. Havia sido assim com um grupo de debates e alguns panfletos que os dois bolaram em conjunto e que logo foram apresentadas por Ela ao Líder.

Com o tempo, ele ficara bom nisso – e, poderia admitir, surpreso com quão fácil era agradar esses militantes com as mesmas palavras de sempre – mesmo quando Ele não acreditava em uma palavra do que dizia. E esse avanço o levou ao presente momento, à mobilização que havia sido uma idéia original sua e que Ela ficou mais do que feliz em poder compartilhar com o Líder. Todos os sorrisos, beijos e abraços que ela dera em agradecimento eram o pagamento necessário para viver naquele mundo que nada pertencia a Ele.

Ao fim do dia, Ele a procura para comemorar o sucesso que havia tido o evento – que, estranhamente, ele ainda não conseguia lembrar do que se tratava, embora não esquecesse da felicidade dela ao repetir cem vezes os agradecimentos a Ele. Depois de algum tempo de procura, ele a encontra – dando amassos tão íntimos que justificavam o fato de estarem escondidos – comemorando com o Líder o sucesso da idéia que ela havia usado para poder impressioná-lo, pois esse era seu objetivo desde quando ela o conhecera, há 2 semanas, numa conversa casual.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s