E no caso de sim? (Cenas Aleatórias)

Ele: – E aí…

Ela: – E aí?

Ele: – Eu acabei de dizer o quanto eu gosto de você e o quanto quero estar com você por perto. Demorei pra ter coragem, ensaiei, pensei 2 vezes… Esperava que você dissesse alguma coisa e tal.

Ela: – E seu disser que não quero nada?

Ele: – Bem… Eu agradeceria se você não me socasse, ou que o fizesse logo, se for fazê-lo.

Ela: – Socar você? Porque?

Ele: – Ah, vai saber você não gostou do que eu disse, ou algo do tipo… O fato é que seguiremos em frente.  Eu, provavelmente, me sentirei um pouco aliviado e bem triste por algum tempo.

Ela: – E no caso de um sim?

Ele: – Anh?

Ela: – E se eu disesse que também gosto de você e que adoraria que ficássemos juntos?

Ele: – Eu… não… pensei nessa possibilidade.

Ela: – Quer dizer que você se declara pra mim, disse que até ensaiou… E não pensou que eu poderia dizer sim?

Ele: – Não… Digo, sei lá… Não pensei nisso, esse não costuma ser o resultado comum e…

Ela o beija. Ele não sabe o que dizer.

Ela: – Homens são cagões.

Ele: – Quê?

Ela: – Vocês, homens. São medrosos. Não confiam em si mesmos, mas também nunca parecem saber lidar com rejeição.

Ele: – Rejeição, sem dúvida, não é nenhuma novidade pra mim.

Ela: – E é isso que eu estou dizendo… Porque eu te beijei?

Ele: – Não sei… Estou pensando nisso e não descubro uma resposta.

Ela: – Então nem eu, nem nenhuma pessoa no mundo vai poder te responder isso.

Ela se levanta, mas Ele a segura pela mão. Ela volta-se pra ele e diz:

Ela: – Os outros não podem lhe dizer o que você merece. Se você não sabe porque alguém ficaria contigo, não deveria pedir isso a ninguém antes de descobrir.

Ela solta a mão dele com cuidado e sai, deixando-o com pensamentos que nunca haviam lhe ocorrido.

Anúncios

6 pensamentos sobre “E no caso de sim? (Cenas Aleatórias)

  1. Você quer mesmo continuar a aescrever coisas que me fazem querer atravessar a tela do PC pra socar o protagonista? XD
    Porque está conseguindo.
    E se esse era o objetivo, bingo!

  2. Acho que o problema não é o personagem…
    …pelo jeito é mais a “catarse” que cada um que lê acaba sofrendo, não?!
    rs
    Não gostei mais do que dos outros dois…
    mas me lembrou de algo importante..

    “Why do I still look outside me…when clearly I’ve seen it won’t work?”

    😉

    • puxa, que bacana esse texto, Conrado! vejo uma evolução enorme do primeiro texto do blog p este, os diálogos e a narrativa se completam. muito bom mesmo! faz até com que a gnt pare p pensar um pouco se na vdd tbm não somos como o personagem, ‘cagões’. HAHA. parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s